Gengibre: benefícios e restrições

Quem está em busca de uma alimentação saudável para controle do peso e de outros problemas deve optar por produtos que ofereçam o maior número de benefícios ao organismo, mas também deve ficar atento aos riscos que o consumo em excesso de determinados alimentos podem causar à saúde.

Um exemplo de alimento indispensável para quem quer perder peso e ter mais saúde é o gengibre – uma raiz de origem asiática com sabor adocicado e picante que é utilizada tanto na culinária quanto na medicina e na cosmética.

A raiz do gengibre pode ser consumida fresca, em cápsulas, em pó ou em forma de óleo essencial. É composta por várias vitaminas e minerais, como potássio, magnésio e cobre. Além disso, possui uma substância  chamada gingerol, que é responsável pelo sabor forte desta especiaria e possui efeito antioxidante e anti-inflamatório comprovados, sendo indicado para quem tem problemas como artrite e tendinite, por exemplo. Serve até para combater a celulite!

É utilizado ainda como tônico e expectorante, combatendo a rouquidão, gripes e resfriados.

O gengibre também é indicado para distúrbios estomacais como náuseas e enjoos, prevenindo úlceras e o câncer. Tem propriedades digestivas e um excelente efeito termogênico, auxiliando na queima de gordura e consequentemente, no emagrecimento saudável.

Mas é justamente por este efeito termogênico que algumas pessoas devem tomar cuidado ao ingeri-lo, pois pode provocar aceleração do coração, não sendo indicado para quem tem problemas cardíacos ou insônia.

Para as pessoas que têm hipertireoidismo o consumo de gengibre também é contraindicado, pois pode acelerar muito o metabolismo, causando perda de massa muscular.

Quem tem algum distúrbio hemorrágico também deve ter cuidado com o gengibre, pois pode favorecer as hemorragias. Gestantes devem limitar o consumo por precaução, já que apesar de combater as náuseas da gravidez, pode favorecer o aborto (mas este é um assunto controvertido entre os especialistas).

A quantidade indicada é de no máximo 4 gramas por dia e a forma ideal para usufruir de todos os seus benefícios é a raiz fresca, de forma ralada ou picada, podendo ser adicionada em saladas, sucos ou na água, por exemplo. Eu costumo colocar um pedacinho de gengibre em uma jarra de água e tomar durante o dia.

As informações foram úteis? Então compartilhe!

8 comentários sobre “Gengibre: benefícios e restrições

  1. Excelente matéria!
    Para quem tem artrite, que é o meu caso, nos concientiza a fazer o uso do gengibre devido ao seu efeito antioxidante e anti-inflamatório.
    Ótima dica!

Deixe um comentário

:alien: :angel: :angry: :blink: :blush: :cheerful: :cool: :cwy: :devil: :dizzy: :ermm: :face: :getlost: :biggrin: :happy: :heart: :kissing: :lol: :ninja: :pinch: :pouty: :sad: :shocked: :sick: :sideways: :silly: :sleeping: :smile: :tongue: :unsure: :w00t: :wassat: :whistle: :wink: :wub:

Simple Share Buttons