Meu emagrecimento: meio caminho andado

Algumas pessoas têm me perguntado sobre minha perda de peso, então resolvi compartilhar neste post um pouco da minha história. Espero que com isso muitos se sintam motivados a iniciar um projeto de emagrecimento saudável (depois voltem aqui para me contar tudo, ok?).

Bom, eu passei uma boa parte da minha vida (senão toda vida) ouvindo expressões do tipo “você é grande” ou “você é cheinha”. Mas não me via como uma pessoa GORDA e até então não conhecia aquele universo em que os obesos são tratados com desprezo e preconceito.

Lembro que a primeira vez que me senti “diferente” dos demais foi em meados de 2008, quando QUASE não entrei no banco de um teleférico porque estava acima do peso, mas mesmo assim continuei ignorando essa minha nova realidade.

Com o passar do tempo, as diferenças foram ficando cada vez maiores e comecei a ouvir comentários e viver algumas situações em que a normalidade deu lugar ao constrangimento. Certa vez, no consultório de um dentista, ouvi a seguinte frase: “você tem dentes lindos, mas precisa cuidar do corpo”. Naquela hora eu fiquei super ofendida, mas depois percebi que ele só estava tentando me alertar.

Não muito tempo depois, estava no meio de uma audiência quando, num momento de espera, uma pessoa perguntou se eu estava grávida. Então, no auge dos meus 105 kg, usando um vestido estampado que mais parecia uma capa de botijão de gás, respondi constrangida que apenas estava acima do peso.

E assim, pela primeira vez eu pude sentir o peso do olhar de julgamento das pessoas, que talvez se perguntassem como alguém poderia chegar naquele estado. Naquele dia fui embora sorrindo por fora, mas por dentro estava me sentindo a pior das criaturas.

Quando sua auto estima está muito baixa, você fica fragilizado e já não quer mais estar com as pessoas, sair de casa, frequentar eventos sociais… Eu tinha a impressão de que as pessoas ficavam olhando para o meu prato e me julgando – é uma sensação horrível de controle que acaba te levando a cometer os famosos “exageros” quando está sozinho – e é justamente aí que o problema se torna uma bola de neve e só cresce mais e mais…

Além de todas as situações constrangedoras que passei por estar acima do peso (que foram muitas), chegou um momento em que meu corpo começou a dar sinais de que a obesidade estava prejudicando a minha saúde: colesterol nas alturas, dores e inflamações por toda parte, inclusive nos pés e tornozelos, que já não suportavam tanto peso, me obrigando a comprar sapatos cada vez mais baixos e roupas cada vez mais largas.

Então, há cerca de um ano, enquanto assistia um documentário, eu decidi dar uma reviravolta na minha vida de uma vez por todas: pesquisei sobre alimentação saudável, comprei livros e o mais importante: comecei a fazer escolhas inteligentes no dia a dia.

Também comecei uma rotina de exercícios em casa (falo sobre isso aqui) e caprichei na alimentação. Não fiz uma dieta específica nem procurei um nutricionista porque sou muito indisciplinada e tenho dificuldades com cardápios prontos. Mas não estou dizendo que não se deve procurar um profissional, ok? Se você não tem paciência para adquirir conhecimento nesta área, corra para um nutricionista ou nutrólogo e busque ajuda!

Informação é poder!

Bem, desde aquele fatídico dia da audiência, do vestido/capa de botijão de gás e da decisão de mudar, eu já emagreci 20 kg, ganhei muito mais saúde, energia e me sinto muito melhor em todos os sentidos. Inclusive até já doei aquele vestido enorme e comprei uma calça jeans tamanho 46. \o/

Mas ainda estou no meio do processo e sei que tenho um looooooongo caminho pela frente até chegar ao meu objetivo, pois este ainda não é meu “antes e depois” definitivo. Aliás, quando se chega no meio do caminho é ainda mais difícil porque a perda de peso passa a ficar mais lenta e, se você não estiver motivado, pode colocar tudo a perder.

Foi por isso que resolvi criar o blog – para manter a motivação em alta e também para dividir minhas experiências com aqueles que, assim como eu, estão buscando uma vida mais saudável e feliz.

Neste espaço eu não falo somente sobre emagrecimento saudável porque viver com qualidade depende de vários fatores e o bem estar físico é apenas um destes fatores. É importante buscar o equilíbrio entre corpo, mente e espírito e é esta a ideia do Escolha Inteligente.

Espero que também possam encontrar aqui a motivação para viver melhor e contem comigo para ajudar no que estiver ao meu alcance. Tenham certeza de que o fato de estarem me acompanhando neste processo é um fator motivador para mim. :heart:

Obrigada pelo apoio, atenção e carinho!

Beijos!! :kissing:

 

 

Advogada por profissão e blogueira por paixão. Administra blogs sobre vida saudável, regionais e de conteúdo jurídico.

31 thoughts on “Meu emagrecimento: meio caminho andado

  1. Ola Fernanda, me indentifiquei muito com seu relato, tenho 30 anos, 1,65 e peso 87 , faco academia mas devido a diversos fatores emocionais e motivacionais sempre desânimo no meio do caminho e onde enfio o pe na jaca e como sem parar, sou uma pessoal extremamente ansiosa e desconto na comida, gostaria muito da sua ajuda também para criar forças e continuar e deixar 20 quilo para trás, um abraço

    • Oi Taty! Sou igualzinha a você e também tenho toda essa dificuldade. Mas é preciso ter paciência e persistência. Se precisar de motivação, dá uma lida nos meus textos sobre emagrecimento e também acompanhe a página no Facebook, eu sempre dou várias dicas. Vamos juntas! Beijos!

  2. Interessante sua Historia, a minha é muito parecida, todos diziam que eu estava engordando, só eu não queria enxergar, até o exame de sangue revelar para onde a saúde estava indo. Estou no meio do caminho, já perdi 9kg dos 15kg que preciso, não estava muito animado, mas lendo sua história me ajuda a buscar forças pra continuar.

  3. Fernanda, você está de parabéns! Gostei da sua sinceridade e consciência de analisar a forma como você pensava e se via. É muito difícil a mudança de mentalidade, mas ela é essencial para que a verdadeira mudança possa ocorrer!
    Um amigo meu, Douglas Venturin, está prestes a lançar um livro sobre emagrecimento e essa mudança de mentalidade é um dos pontos-chave.
    Sua força de vontade nos serve de inspiração! Abs!

  4. Adorei ler sua história, tb estou acima do peso, mas tb sou indisciplinada e estou bem sedentária, procuro fazer escolhas melhores quando vou comer, mas tenho q ser mais focada nisso, já estou começando a me acomodar com a minha numeração, e isso não é nada bom, vou acompanhar seu blog e me motivar junto com vc!!!

  5. Oi Fernanda, ainda não tinha lido a sua história. Parabéns pela força de vontade, por estar conseguindo emagrecer de maneira saudável e parabéns por compartilhar isso no blog. Também acredito que informação é poder e com o blog você vai ajudar outras pessoas a terem o poder de mudar a própria vida.

    Parabéns, Parabéns

Deixe um comentário

:alien: :angel: :angry: :blink: :blush: :cheerful: :cool: :cwy: :devil: :dizzy: :ermm: :face: :getlost: :biggrin: :happy: :heart: :kissing: :lol: :ninja: :pinch: :pouty: :sad: :shocked: :sick: :sideways: :silly: :sleeping: :smile: :tongue: :unsure: :w00t: :wassat: :whistle: :wink: :wub:

Simple Share Buttons